Now Playing Tracks

Espinhas

Nessa paginá irei falar sobre o terrivel tema das espinhas. Assim ajudarei milhões de adolecentes que sofrem com esse mesmo tipo de problema.

http://belezaesaude.dae.com.br/espinhas/

A forma mais comum de manifestação das espinhas é pela produção em excesso das glândulas sebáceas, ocasionada pela ação dos hormônios andrógenos e testosterona.

Há também os casos de proliferação de bactérias que se localizam no folículo piloso (região interna da pele em torno dos pêlos). Essas bactérias transformam os triglicerídeos do sebo em ácidos graxos – que irritam a parede do folículo.

Existem casos de produção de queratina ou sebo em excesso no folículo piloso, causando obstrução do orifício folicular.

Além disso, a acne pode ser causada por predisposição genética, cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais.

Prevenção das Espinhas

Como tratar as espinhas?

Limpeza

Para prevenir o aparecimento das espinhas, é fundamentalcontrolar a oleosidade da pele. A forma mais simples e eficiente de controle da oleosidade é através da higienização adequada.

Atualmente, estão disponíveis muitos tipos de sabonetes, loções higienizantes e adstringentes para tratar adequadamente a pele com espinhas.

Esfoliação

A esfoliação da pele é bastante importante para desobstruir os poros entupidos. Os esfoliantes contêm ácido salicílico e glicólico, que encorajam a descamação da camada superior da pele. Isso previne o acúmulo de células mortas de pele que, juntamente com os óleos naturais da pele, contribuem para obstruir os poros.

Tratamento das Espinhas

Como tratar as espinhas?O tratamento das espinhas pode ser feito commedicações de uso local, visando à desobstrução dos folículos e ao controle da proliferação bacteriana e da oleosidade.

Podem ser também utilizados medicamentos por via oral, dependendo da gravidade da situação. Normalmente, são usados antibióticos para controlar a infecção.

Tratamento hormonal

Em mulheres, um tratamento extremamente eficiente para a acne é o uso da pílula anticoncepcional de combinação estrogênio/progesterona. Alguns exemplos são: Gracial, Yasmin e Diane 35.

Casos extremos

Os tratamentos mais completos, e por isso mais efetivos, devem ser sempre acompanhados por um dermatologista, pois sempre existem casos em que ocorrem efeitos colaterais. Deve-se consultar um médico especializado para escolher qual tratamento utilizar, especialmente quando forem utilizados mais de um tratamento simultaneamente.

O que não se deve fazer

Tentar espremer as espinhas (acne), ou fazer qualquer outro tratamento direto na pele, deve ser feito apenas por dermatologistas qualificados. Espremer as espinhas causa irritação, podendo propagar a infecção para camadas inferiores da pele, causando cicatrizes permanentes.

Produtos para Acne 

Differin

Como tratar as espinhas?

Differin ajuda a limpar a acne da pele e evitar que os poros sejam obstruídos. Cremes Retinóides, como o Differin, é a única classe de medicamentos que comprovadamente que tratam manchas de acne e previne a sua formação. R$ 62,24

Vitanol A

Como tratar as espinhas?

Vitanol-A é indicado no tratamento da acne vulgar, especialmente da acne punctata, onde predominam comedões, pápulas e pústulas. R$37,41

Vitacid gel

Como tratar as espinhas?

VITACID® está indicado somente para uso tópico em adultos e crianças acima de 12 anos. Está indicado para o tratamento da acne vulgar, especialmente graus I e II leves. No fotoenvelhecimento, proporciona melhora das linhas de expressão, manchas e aspereza da pele. R$ 20,35

Loção Secativa Adcos Tonalizante FPS 15

Como tratar as espinhas?

Acelera a cicatrização da acne, reduzindo os processos inflamatórios através de sua ação anti-séptica. Tonaliza levemente e ameniza o aspecto avermelhado, renova a pele e minimiza a obstrução dos poros. Possui ação antiséptica, secativa e anti radicais livres. Reduz e regula a oleosidade. R$ 79,00

Normaderm FPS 15

Como tratar as espinhas?

Gel-creme com toque seco e rápida absorção que reduz o brilho e uniformiza a pele deixando-a mais lisa. Seus ativos possuem ação anti-inflamatória e sebo-reguladora que combatem o aparecimento da acne. Com FPS15. Protege contra a ação nociva dos raios UV. R$ 64,90

Effaclar Duo La Roche Posay

Como tratar as espinhas?

Indicado para peles acnéicas com imperfeições e desobstruir os poros; a Niacinamida e Piroctona atacam as imperfeições e o ácido linoleico elimina as células mortas que obstruem os poros, com a ajudinha da água termal da La Roche uma eventual vermelhidão é apaziguada. R$ 73,16

Acne Care Loção Tônica

Como tratar as espinhas?

Combate a oleosidade da pele, ajudando a prevenir o surgimento da acne. A Loção Tônica para pele acneica AcneCare® combate a oleosidade excessiva da pele, ajudando a prevenir o surgimento da acne. É um produto de ação anti-séptica que mantém a pele livre de impurezas. R$ 38,95

Secatriz Mousse Facial Dermage

Como tratar as espinhas?

Promove uma limpeza suave, removendo as impurezas e retirando o excesso de oleosidade, sem agredir a pele. Com inovadora textura mousse, sua composição tem ação antiacne, antisséptica e secativa, promovendo uma agradável sensação de limpeza e frescor, preparando a pele para aplicação de outros produtos da linha Secatriz. Ideal para pele excessivamente oleosa ou acneica. R$ 42,00

Natupele  Acnesse Stick

Como tratar as espinhas?

Acnesse Stick Secativo é um produto utilizado na finalização do cuidado cosmético da acne, possuindo ação secativa nas acnes persistentes. R$ 47,48

Clearskin Linha Professional Avon

Como tratar as espinhas?

Atua antes, durante e depois do aparecimento da acne, ajudando a combatê-la e prevenindo sua formação. Contém ácido salicílico: ajuda a desobstruir os poros e a controlar os processos inflamatórios, combatendo e prevenindo a formação de novas acnes. R$ 57,00

Acnezine

Como tratar as espinhas?

Acnezine promove antioxidantes que ajudam a eliminar os radicais livres que são perigosos para a pele e que promovem infecções. Também combate a inflamação reduzindo assim o vermelhão e consequentemente sarando a pele atacada pela acne… naturalmente!  

Como Evitar Espinhas Prevenir é melhor que remediar. Assim, mantenha a face limpa quando possível. Use um sabonete especial para o rosto, caso tenha uma pele problemática. Sabedoria Popular: “Comer chocolate e batatas fritas dá espinha”. Isso é verdadeiro e falso ao mesmo. Podemos culpar um hormônio chamado androgênio por causar espinhas. Ele está sempre presente, em doses variáveis. E, se houver muito androgênio no corpo, ele pode estimular a produção de óleo nas glândulas sebáceas, fazendo surgir as espinhas. Porém, caso sua alimentação seja composta de muito açúcar e gordura, sua pele tende a sofrer, pois ela não está recebendo o coquetel adequado de vitaminas e nutrientes, o que a torna vulnerável `a formação de espinhas. Se você tocar sua pele após comer coisas desse tipo, ela pode ficar irritada, provocando espinhas. Fora, droga de espinhas! 1) Prenda o cabelo para trás. 2) Despeje água quente em uma bacia. 3) Posicione a cabeça sobre a bacia. Cobrindo-a com uma toalha, para não deixar o vapor escapar. 4) Fique nessa posição por vários minutos, para abrir os poros. 5) Ao sair de sobre a bacia, cubra as pontas dos dedos com panos limpos. 6) Pressione suavemente a área ao redor do cravo, para que ele saia. Não force, senão poderá provocar irritações e até cicatrizes. 7) Feche os poros passando água fria no rosto. O ideal é repetir essa operação toda semana, de forma a manter a fisionomia limpa e reduzir as chances de espinhas se desenvolverem a partir de poros entupidos e inflamados. A maioria das espinhas some sozinha após cerca de uma semana, mas, se você não consegue conviver com a espinha grande e amarela, aja corretamente. Não esprema com os dedos a menos que estejam limpos ou cobertos com pano. Dedos sujos só vão ajudá-las a se espalhar. E, sempre após remover cravos e espinhas da forma correta, passe um adstringente, que é uma loção contendo produtos químicos que fecham os poros e os mantém livres de bactérias.

Fonte: http://pt.shvoong.com/medicine-and-health/1728973-como-evitar-espinhas/#ixzz1Liy6GW1D

13 perguntas sobre a acne e espinhas

1. O que é acne?
A Acne, popularmente conhecida como cravos ou espinhas, é uma doença inflamatória da pele. O aumento da produção de sebo obstrui o canal de secreção da glândula sebácea. 
Essa obstrução acaba por formar o cravo, pontinho branco ou escurecido, que se manifesta principalmente no rosto, costas, peito e ombros. 
Algumas vezes, esses poros obstruídos se infeccionam formando bolhas cheias de pus, conhecidas como espinhas.


2. O que causa as espinhas?
A Acne é considerada uma doença multifatorial, ou seja, possui mais de uma causa específica.


3. Por que elas aparecem mais na adolescência?
Porque a elevação de hormônios sexuais ocorre principalmente na adolescência. É essa elevação que aumenta a produção de sebo, obstruindo o canal de secreção da glândula sebácea.


4. Chocolate provoca espinhas?
Não. Não existe nenhum estudo científico que comprove que o consumo de chocolate provoque espinhas.


5. E a masturbação? E celibato?
Também não. Isso não passa de um mito.


6. Comidas gordurosas provocam espinhas?
A alimentação não influencia diretamente no surgimento das espinhas, mas lembre-se: uma alimentação saudável e equilibrada favorece uma pele mais bonita e saudável.


7. Posso usar limão para “secar” as espinhas?
Não aplique limão nem algum tipo de plantas, sem consultar um profissional competente. O limão pode provocar sérias queimaduras na pele, principalmente quando exposta ao sol.


8. Posso espremer as espinhas?
Espremer as espinhas pode fazer com elas venham a infeccionar, piorando ainda a situação. Procure um dermatologista ou cosmetólogo para realizar a extração.


9. Deixam cicatrizes?
Sim! Principalmente se a extração (“espremer as espinhas”) for realizada incorretamente.


10. Por que algumas vezes as espinhas aparecem antes de uma prova ou de alguma festa importante?
O estresse pode acarretar em alterações fisiológicas no nosso corpo, resultando no aparecimento de espinhas.


11. Posso ter espinhas em todo o corpo?
Os lugares mais comuns, para o aparecimento de espinhas, são o rosto, costas, peito e ombros, embora elas possam aparecer em outros locais como as nádegas, por exemplo.


12. Antes da menstruação é normal ter espinhas?
Sim. Na menstruação ocorre uma grande alteração hormonal, que se reflete na produção da secreção sebácea, causando acnes.


13. Como acabar com as espinhas?
Fique tranquilo(a), você não é o primeiro nem o último a sofrer com as espinhas. Procure um dermatologista para acompanhá-lo(a) na solução desse problema.  

Saúde


Como nascem as espinhas

Por: Elis Galvão
 

Ilustração: Barbara Mello

Elas podem surgir em todas as idades, nos bebês, adolescentes e adultos. Quem não sofreu com um comedão que evoluiu para uma pústula? O que são estas coisas de nomes estranhos? São os cravos e espinhas que costumam aparecer na face (na maioria dos casos), ombros e tronco. Existem mais de 50 tipos de doenças acnéicas , mas a forma mais comum é chamada de acne vulgar, que se manifesta sob na forma de cravos (comedões), espinhas (pápulas - elevações) e pústulas (espinhas, contendo pus). Nos casos mais graves, uma simples espinha pode se transformar num abscesso e/ou cisto, dando origem a cicatrizes, em graus variáveis.

A acne, termo genérico utilizado para caracterizar essas lesões, na pele, possui várias causas:

  • entupimento dos poros por pele morta; 
  • aumento da produção de sebo; 
  • ação da bactéria Propionibacterium acnes
  • outras alterações das células do folículo.

Embora as espinhas apareçam em todas as idades, é na adolescência que elas são mais frequentes. Por que isto acontece? Porque, nesta fase, ocorre ajuste fisiológico (aumento e/ou diminuição) dos níveis hormonais. Estes causam a elevação do número das glândulas sebáceas que, em grande maioria, estão conectadas aos folículos pilosos, e produzem sebo. Acredita-se que, expulso através da abertura dos folículos, o sebo estimule as células da parede interna do poro, o que faz com que elas se desprendam e se agrupem, formando uma espécie de rolha: o tradicional cravo.

Sebo e células favorecem o crescimento bacteriano, no interior do folículo. Estas bactérias podem produzir substâncias que causam a ruptura da parede folicular. Conclusão: sebo + bactérias + células descamadas da parede do poros expandem-se na pele, causando eritema (vermelhidão), edema (inchaço) e pus, ou seja, uma espinha “vermelhona”.

Mitos e cuidados

Comer chocolate, estresse, lavar o rosto várias vezes ao dia, anticoncepcional, menstruação e produtos de beleza - nada disso causa espinha. No entanto, o mesmo não se pode dizer das vitaminas do complexo B (B1, B2, B6, B12):

"É preciso ficar atento a estas vitaminas. Elas estão presentes nos alimentos industrializados (lácteos achocolatados, biscoitos vitaminados, iogurtes vitaminados, alguns tipos de macarrões orientais, etc.) e podem causar espinhas", diz o dermatologista Paulo Roberto dos Santos. Além das vitaminas do complexo B, os remédios utilizados no tratamento de tuberculose, também, podem desencadear o surgimento da acne.

O dermatologista destaca que, no caso dos chocolates, há casos especiais. “Se uma pessoa é sensível aos chocolates e percebe que, ao comê-los, aparece alguma espinha ou aumenta o número delas, então, é melhor evitá-los”. Outra orientação importante é: “nunca se deve manipular, coçar ou espremer as espinhas, nem fazer limpeza de pele em salões de beleza. O melhor é procurar um especialista antes que elas se transformem em lesões mais evoluídas e tragam problemas mais sérios.”

"Para tratar a acne é preciso, também, ter paciência, pois, o tratamento leva de dois a quatro meses para inativar a doença. Depois deste período, é necessário fazer manutenção para consolidar os resultados. O tratamento utiliza produtos tópicos (sobre a pele) e sistêmicos (medicamentos de ingestão pela boca, cujo objetivo é atuar  no fenômeno inflamatório severo, local). Já a remoção das cicatrizes só é feita com o auxílio de peeling (soluções de ácidos fortes)", lembra o Dr. Paulo Roberto.

Sol, faca de dois gumes

A exposição ao sol, nos horários impróprios, entre 10 e 17h, pode causar queimaduras, envelhecimento precoce e câncer de pele, mas expor-se nos horários adequados, ajuda durante o tratamento da acne, defende Dr. Paulo Roberto. O ideal é tomar sol, sob orientação médica, para poder usufruir seus benefícios sem agravar a doença.

FONTE:

http://www.dermatologia.net/novo/base/doencas/acne.shtml

Manifestações clínicas

A doença manifesta-se principalmente na face e no tronco, áreas do corpo ricas em glândulas sebáceas. Os sintomas variam de pessoa para pessoa, sendo, na maioria da vezes de pequena e média intensidade.

Em alguns casos, o quadro pode tornar-se muito intenso, como a acne conglobata (lesões císticas grandes, inflamatórias, que se intercomunicam por sob a pele) e o acne queloideano (deixa cicatrizes queloideanas após o desaparecimento da inflamação).

O quadro clínico pode ser dividido em quatro estágios:

Acne Grau I: apenas cravos, sem lesões inflamatórias (espinhas).

acne comedoniana
Mais fotos

Acne Grau II: cravos e “espinhas” pequenas, como pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus (pústulas).


Mais fotos

Acne Grau III: cravos, “espinhas” pequenas e lesões maiores, mais profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas (cistos).

acne cistica
Mais fotos

Acne Grau IV: cravos, “espinhas” pequenas e grandes lesões císticas, comunicantes (acne conglobata), com muita inflamação e aspecto desfigurante.


Mais fotos

Tratamento

Sendo doença de duração prolongada e algumas vezes desfigurante, a acne deve ser tratada desde o começo, de modo a evitar as suas sequelas, que podem ser cicatrizes na pele ou distúrbios emocionais, devido à importante alteração na auto-estima de jovens acometidos pela acne.

O tratamento pode ser feito com medicações de uso local, visando a desobstrução dos folículos e o controle da proliferação bacteriana e da oleosidade. Podem ser usados também medicamentos via oral, dependendo da intensidade do quadro, geralmente antibióticos para controlar a infecção ou, no caso de pacientes do sexo feminino, terapia hormonal com medicações anti-androgênicas.

A limpeza de pele, que pode ser realizada por esteticistas devidamente capacitadas, tem ação importante para o esvaziamento de lesões não inflamatórias (cravos), evitando a sua transformação em espinhas.

Em casos de acne muito grave (como a acne conglobata), ou resistente aos tratamentos convencionais, pode ser utilizada a isotretinoína (Roacutan), medicação que pode curar definitivamente a acne em cerca de seis a oito meses na grande maioria dos casos.

acne
Mais fotos

Apesar de não ter participação na causa da doença, a dieta pode ter influência no curso da acne em algumas pessoas. Alimentos como chocolate, gorduras animais, amendoim e o leite e seus derivados devem ser evitados pelos pacientes que apresentem acne e percebam agravação dos sintomas após a ingestão dos mesmos.

O lado emocional dos pacientes não deve ser menosprezado. A desfiguração causada pela acne mexe com a auto-estima do adolescente, que passa a evitar o contato social com vergonha de suas lesões e das brincadeiras dos colegas. Quando necessário, deve ser fornecido suporte psicológico.

O tratamento da acne deve ser orientado por um médico dermatologista, que é o profissional capacitado para indicar os medicamentos ideais para cada caso. Não use remédios indicados por pessoas leigas ou que tenham um quadro semelhante ao seu. Eles podem não ser apropriados ao seu tipo de pele. A duração do tratamento é longa, geralmente nunca é menor do que seis meses, portanto, paciência. Esclareça suas dúvidas com o dermatologista que o acompanha, ele sempre poderá ajudá-lo.

É importante saber que algumas pessoas apresentam melhoras com certos medicamentos e outras não. Por isso, pode ser que seu médico precise trocar a sua medicação caso o tratamento inicial não esteja surtindo efeito para o controle da doença.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima - Dermatologista

FONTE:http://www.portaldamaquiagem.com.br/content/wesiuetrel.mmp

Acne: tormento feminino


A tão indesejada acne não é um problema que atinge somente adolescentes. Ela também afeta as mulheres na fase adulta. Veja!

Se durante a adolescência a acne causa muitos transtornos psicológicos, imagine quando ela tem continuidade na fase adulta, principalmente nas mulheres que são vaidosas e preocupadas com a aparência.

De acordo com a Drª. Cheryl Karcher, reconhecida dermatologista norte-americana certificada pelo Conselho Americano de Dermatologia e expert em medicina estética, a acne em mulheres adultas é um problema recorrente nos consultórios, em função do estilo frenético e desregulado da vida moderna.

Mas com o avanço da medicina e da tecnologia, hoje, muitos tratamentos estão disponíveis para combater esse problema.

Entenda sobre isso!


Causas

De acordo com Eliandre Costa Palermo, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica - SBCD, os fatores que podem provocar o aparecimento da acne são:

- Durante a adolescência, ela é comum devido às mudanças hormonais que ocorrem nesta fase e que podem estimular a produção excessiva de sebo pelas glândulas sebáceas, além de uma alteração no processo de formação de queratina, responsável pelo aparecimento dos cravos, que caracteriza o quadro de acne.

- Tendência genética.

- Fatores hormonais, como no caso das mulheres com ciclo menstrual alterado.

- Fatores como o estresse emocional também podem levar a quadros de acne em mulheres mais velhas.

Tratamentos

Eliandre afirma que existem diversos tratamentos para acabar com a acne. São eles:

- Uso de substâncias esfoliativas, que atuam limpando os poros, mas sem impedir sua produção.

- Antibióticos para uso sobre a pele, que inibem a proliferação das bactérias que gostam do excesso de sebo e nele se desenvolvem.

- Antibióticos de uso oral. Nesse caso, eles são reservados para casos mais intensos e também inibem as bactérias.

- Hormônios de uso oral, no caso das mulheres, que neutralizam os efeitos dos hormônios masculinos que podem aumentar a produção do sebo.

- Derivados da vitamina A, que agem diminuindo a produção das glândulas sebáceas.


Além disso, já estão disponíveis também tratamentos para combater as marcas deixadas pela acne. “Esses procedimentos são vários e dependendo das marcas instaladas, haverá necessidade de uma ou mais etapas”, diz Eliandre. Veja:

- Remoção cirúrgica e/ou Levantamento de cicatrizes;

- Peelings Químicos Superficiais seriados;

- Luz Intensa Pulsada;

- Resurfacing Não Ablativo com Starlux Fracionado 1540 da Palomar (é o que finaliza o tratamento, para depois fazer o Preenchimento com Ácido Hialurônico das imperfeições que ainda restarem). O Resurfacing consiste em diversos microraios de laser focados, os quais ocasionam um processo de cicatrização natural, formando tecidos novos e saudáveis. Isto resulta em uma pele com textura e aspecto mais saudável e jovial;

- Aplicação de Ácido Hialurônico.

Importante!

Se o adolescente tem antecedentes familiares de acne, é recomendável procurar um dermatologista logo que entrar na adolescência. Somente ele poderá indicar qual o tipo de tratamento recomendado para o seu tipo de pele.


Dicas básicas para que você mantenha a sua pele bonita e bem longe das espinhas!

- Sempre limpe a pele com sabonetes neutros e esfoliantes suaves

- Utilize produtos especiais para o seu tipo de pele indicado por dermatologistas

- Use filtro solar diariamente, mas fique atento a formulação para não usar um filtro que seja muito oleoso - ele também obstrui os poros

 - Faça limpezas de pele ou esfoliações como peeling de cristal e peeling enzimático, de acordo com a necessidade de sua pele, mas pelo menos uma vez a cada três meses

- Em caso de acnes com espinhas, faça acompanhamento com dermatologista, pois esse tipo de acne pode levar a inflamações e cicatrizes


Acne em números…

- Uma pesquisa exclusiva da Avon, realizada com 2.500 mulheres com idade entre 15 e 64 anos, mostrou que 57% das brasileiras citam a acne, excesso de oleosidade e marcas de cravos e espinhas como seus problemas de beleza mais comuns.

Como acabar com as espinhas no rosto

Ao chegar a adolescência, com ela chegam diversas coisas diferentes. As espinhas e acnes são uma delas. Elas aparecem em todos os lugares, chamativas, avermelhadas, e as vezes enormes.

As acnes são causadas são as mais diferenciadas, pode ser por exagero de comidas gordurosas, pode ser por genética, pele muito oleosa e diversos outros motivos. O mais importante é procurar um dermatologista para assim, verificar as causas e principalmente o tratamento mais adequado para o seu tipo de pele.

Existem alguns tratamentos básicos para eliminar as espinhas que além de eficientes são práticos e baratos. Uma dica super válida é limpar e tonificar os cabelos varia vezes ao dia. Lave o rosto com um sabonete neutro e água corrida. Isso vai limpar a pele, deixar ela menos oleosa e muito mais bonita.


Opte por uma alimentação mais saudável, com legumes, verduras e frutas. Evite ao máximo frituras, alimentos gordurosos e bobeiras em geral. Evite passar cosméticos e produtos oleosos no rosto, isso vai fazer com que os poros fiquem obstruídos gerando assim, mais oleosidade na pele, causando a acne no rosto.

Alguns cremes e produtos comerciais como AcnaseAcne Aid Wash e Acne Care Gel  costumam dá conta do recado no nos casos mais simples e são encontrados em qualquer farmácia ou mesmo pela internet.

O importante é lembrar que a acne não tem cura, a única coisa que acontece, é que com o passar do tempo ela ira diminuir e ficar cada vez mais esporádica. Se as acnes são muito presentes, o mais aconselhável é procurar um dermatologista, assim, ele irá indicar o melhor tratamento para o seu tipo de pele, causando assim, melhores resultados.

http://curtomuito.com.br/beleza-e-estilo/como-acabar-com-as-espinhas-no-rosto/

FONTE:

To Tumblr, Love Pixel Union